Edilson Rodrigues/Agência Senado
Edilson Rodrigues/Agência Senado

Randolfe entra com ação para impedir que Senado anule afastamento de Aécio

Senador da Rede protocolou mandado de segurança no Supremo, para evitar que a Casa descumpra decisão de Fachin de afastar tucano

Isabela Bonfim Breno Pires, O Estado de S.Paulo

21 Maio 2017 | 16h17

BRASÍLIA - O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) protocolou um mandado de segurança junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) para evitar que o Senado descumpra a decisão liminar do ministro Edson Fachin de afastar o senador Aécio Neves (PSDB-MG). 

Randolfe teme que, à semelhança do que aconteceu com Renan Calheiros (PMDB-AL), a Mesa Diretora do Senado descumpra a determinação de afastamento. 

"Eu considero de uma temeridade quando o Senado admite a possibilidade de não cumprir uma decisão judicial da Suprema Corte. Era só o que faltava, um presidente 'propineiro' e um Senado que não cumpre decisão do Supremo", afirmou o senador. 

De acordo com o parlamentar, a possibilidade de descumprir o afastamento de Aécio começou a ser ventilada entre os senadores na sexta-feira. 

O mandado de segurança será analisado pelo ministro do STF Dias Toffoli.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.