Raios dão prejuízo de R$ 200 milhões

Os raios são descargas elétricas que, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), matam cerca de 200 pessoas por ano e trazem prejuízos de US$ 200 milhões. Este ano, seis pessoas já morreram no Estado de São Paulo e, anualmente, 100 milhões de raios atingem o País. Para ajudar a população a se defender do fenômeno, a Defesa Civil do Estado de São Paulo lança o ´Manual do Cidadão - Raios! O que são e o que se deve fazer para evitá-los´, disponível no endereço www.defesacivil.cmil.sp.gov.brO estudo revela que a região sudeste é a terceira colocada em incidência de raios, depois da região Centro-Oeste e Amazônica. Os raios matam mais do que os violentos furacões e tornados nos países onde esses fenômenos são comuns.Algumas dicas do manual para evitar os perigos dos raios: em meio ao temporal, fique no interior do veículo e procure não estacionar sob árvores. Os pneus funcionam como isolantes. Em campo aberto, permaneça agachado, mas nunca se deite porque a terra é condutora de eletricidade. Evite praias e piscinas. Nunca use telefone de qualquer tipo, eletrodomésticos e objetos de metal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.