Rainha e mais 7 integrantes do MST estão foragidos

O juiz Atis de Araújo Oliveira decretou a prisão de 13 integrantes do Movimento Nacional dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) por furto, formação de bando ou quadrilha, danos qualificados e constrangimento ilegal.Seis deles foram presos nesta quinta-feira à tarde em Euclides da Cunha Paulista, sendo cinco homens recolhidos à cadeia de Presidente Venceslau e uma mulher à cadeia feminina de Piquerobi.Outros sete estão foragidos, entre eles o líder do MST José Rainha Júnior, que há seis dias deixou a cadeia. Nesta quinta-feira à tarde, os seis integrantes do MST - Edenilton Henriques Batista, Edson Lourenço de Souza, José Guilherme dos Santos, Américo Moreira de Azevedo, Alcides Gonçalves e Rosalina Rodrigues de Oliveira - foram localizados e presos por policiais civis e militares.A polícia está a procura dos outros sete condenados, todos foragidos. Entre eles, Rainha Júnior, que passou 24 dias preso na cadeia de Presidente Venceslau, por porte ilegal de arma, e foi libertado no início da tarde do sábado dia 18, por força de liminar.Além de Rainha, também estão sendo procurados o coordenador da Cooperativa do MST Walmir Chaves ?Biu?, o coordenador de cultura do MST conhecido por ?Mineirinho?, o integrante da liderança Sérgio Pantaleão e mais três integrantes do movimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.