Rainha diz que não quer dividir MST

O líder dos sem-terra José Rainha Júnior disse nesta quinta-feira que não quer entrar em confronto com outras lideranças do MST. Ele não quis comentar a declaração do coordenador estadual Gilmar Mauro, que desqualificou Rainhacomo interlocutor do MST: "O Gilmar Mauro responde pelo movimento, e por questão de ética não devo fazer comentário".Rainha disse desconhecer as denúncias de que teriadesviado recursos do movimento. "Não sei de nada disso." Ele disse que voltou à ativa porque foi convocado pelos coordenadores do MST em Presidente Epitácio. "Tenho 13 anos de Pontal e acho que posso dar alguma contribuição. Se minha liderança não servir mais para o MST, volto para o assentamento e vou cuidar da minha roça."Apesar disso, Rainha disse que vai continuar a mobilizar os sem-terra para a formação de um grande acampamento em Epitácio. "Eu sou do movimento e estou dando a minha contribuição."Ele criticou a decisão da Secretaria de Justiça e Defesa da Cidadania de requerer a reintegração de posse da área, conforme anunciou o secretário Alexandre Moraes. "Se a Justiça der a reintegração, vamos cumprir, mas o acampamento só vai mudar de lugar."Ele questionou por que a Secretaria não tem a mesma pressa quando é para retomar as terras devolutas de que os fazendeiros se apossaram. "Espero que o secretário tenhaesse mesmo gesto."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.