Rádio Eldorado renova programação AM e estúdios

A partir desta segunda-feira, a Rádio Eldorado vai ao ar com duas novidades: a programação da emissora AM para 2004 e novos estúdios, que passam a funcionar no prédio do Grupo Estado na Marginal do Tietê, no bairro do Limão. Para reforçar o noticiário da rádio, foram contratados os jornalistas Milton Leite, que assume como editor-chefe, e Sergio Rondino, como âncora. "A filosofia e as diretrizes da rádio serão mantidas. Não mudaremos a nossa linha editorial nem o público-alvo", diz o diretor de Jornalismo, José Márcio Mendonça. "Vamos melhorar e reforçar áreas antes pouco exploradas, como o esporte." Segundo ele, em termos de equipamentos, a Eldorado tem agora uma "nova rádio". "Nosso objetivo é melhorar o serviço para o público atual e buscar nova audiência", disse a diretora das áreas Comercial e de Marketing, Isabel Borba. "Os ouvintes reconhecem a rádio como um ícone de prestação de serviços e informação séria e isso será reforçado. Já temos um conteúdo reconhecido, admirado e respeitado. Estamos mexendo na embalagem." A contratação de Leite e Rondino visa a personalizar a programação, por meio de âncoras conhecidos, com os quais o ouvinte pode se identificar, reforçando a credibilidade do noticiário. Além de ser o novo editor-chefe, Leite comandará a programação de parte da manhã e parte da tarde, começando com o Espaço Informal e incluindo o Programa de Esportes. Rondino, que volta ao grupo depois de 15 anos na televisão - anteriormente, ele havia integrado a equipe do Jornal da Tarde por 21 anos -, assume a programação que vai ao ar das 15 às 20 horas, incluindo a segunda edição do Jornal da Eldorado. O horário terá debates sobre assuntos polêmicos do dia, notícias locais e o serviço de trânsito. Do estúdio, um especialista acompanhará a programação, opinando sobre assuntos de destaque do dia. "O grande patrimônio da Eldorado sempre foi ética, responsabilidade e qualidade. Viemos para reforçar tudo isso", disse Rondino, que terá a sua primeira experiência em rádio. "O rádio tem uma coisa muito especial que é a facilidade de acessar as pessoas. Na TV, tudo é muito mais difícil." RitmoCom as novas contratações, a programação da rádio passa a ser dividida em quatro blocos, comandados por âncoras - além de Leite e Rondino, integram a equipe os jornalistas Felipe Bueno e Leandro Andrade. "Apesar de dividirmos a programação entre quatro âncoras, nós seremos apenas a referência do horário, mas a rádio terá muitas vozes", disse Leite. "A emissora sempre teve a marca do ouvinte-repórter e pretendemos reforçar isso. Vamos dar mais ritmo à programação, aproveitando esse conteúdo editorial já rico." A idéia, segundo Leite, é ter notícias mais enxutas, aumentar as entradas dos repórteres relatando os acontecimentos da rua e dar mais espaço para ouvintes expressarem suas opiniões e comentários. "E investiremos muito na prestação de serviços", completou Rondino. O primeiro bloco, que vai ao ar das 6 às 9h30, terá como âncora Felipe Bueno e ganhará mais meia hora de programação a partir de abril. O programa De Olho no Mundo, em parceria com a emissora inglesa BBC, passa a ser apresentado em um boletim de 5 minutos, com notícias dos correspondentes internacionais. O último horário, das 20 horas à meia-noite, fica a cargo do âncora Leandro Andrade, com foco em notícias sobre cultura e a vida noturna de São Paulo. No prédio do Limão, Eldorado terá um andar inteiro

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.