Radicais garantem palanque em manifestação contra reforma

Os parlamentares da ala mais radical do PT tiveram seus momentos de palanque durante a manifestação dos servidores hoje contrários à proposta de reforma da Previdência. A senadora Heloísa Helena (PT-AL) chegou a ser carregada nos braços dos manifestantes até o caminhão de som. Ela e outros três parlamentares - os deputados João Batista Araújo, o Babá (PA), Luciana Genro (RS) e João Fontes (SE) respondem a processo interno e podem ser expulsos do PT."Estamos aqui na primeira manifestação popular contra uma reforma que só atende os gigolôs do FMI, os parasitas e os banqueiros internacionais", afirmou Heloísa Helena. "Queremos sim uma reforma do Estado brasileiro, parasitado e privatizado a serviço de uma elite econômica decadente", disse.Vestido com uma camiseta branca e vermelha, de mangas compridas, com os dizeres "sou radical sim contra a reforma da Previdência", o deputado Babá disse que a reforma da Previdência que tramita no Congresso não foi discutida com a sociedade. "É uma reforma imposta pelo FMI, pelos banqueiros, pelos agiotas". Babá reclamou ainda do ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu que, segundo ele, queria proibir os petistas de participarem da manifestação.A deputada Luciana Genro seguiu na mesma linha de seus colegas. Disse que durante toda a sua campanha no Rio Grande do Sul pregou a manutenção dos direitos dos trabalhadores e, agora, que é governo, não aceitará que essas garantias sejam retiradas. O mesmo afirmou João Fontes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.