Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Radicais do PT protestam contra reformas em Congresso da UNE

Parlamentares radicais do PT subiram ontem em carros de som diferentes e protestaram divididos contra a reforma da Previdência, em dois atos públicos simultâneos no 48.º Congresso da União Nacional dos Estudantes (UNE). De um lado da Praça Universitária, em Goiânia, a senadora Heloisa Helena discursou na manifestação convocada por tendências de esquerda do PT. Do outro, os deputados João Batista Araújo, o Babá (PA), Luciana Genro (RS) e João Fontes (SE) engrossaram protesto do PSTU. Considerados radicais demais pela própria esquerda do PT, os três deputados foram barrados e não puderam falar no ato petista.A divisão dos radicais reflete as divergências dentro do movimento estudantil e da própria esquerda brasileira em relação ao governo Luiz Inácio Lula da Silva. O deputado Lindberg Farias (PT-RJ), ex-presidente da UNE, era um dos organizadores do ato petista e barrou o acesso de Babá, Luciana e Fontes, chamando-os de "invasores". "Queremos que o governo Lula mude de rumo, mas que dê certo. O que Babá, Luciana e o PSTU estão fazendo é oposição. Não queremos aparecer ao lado deles", resumiu Lindberg.A direção da UNE, ligada ao governista PC do B, não endossou as manifestações contrárias à reforma de Lula e programou para o mesmo horário manifestação para "enterrar" o Exame Nacional de Cursos, o Provão, cujo fim já foi anunciado pelo Ministério da Educação. O "enterro" do Provão teve o apoio de estudantes ligados ao campo majoritário do PT, ala que - ao contrário do que ocorre no partido e no meio sindical - é minoria no movimento estudantil petista. Confusão - Os três deputados radicais estavam juntos do caminhão de som, prontos para subir, quando souberam que não poderiam falar. Além de Lindberg, o deputado federal Ivan Valente (PT-SP) vetara sua participação. O clima ficou tenso, com bate-boca e empurra-empurra entre os parlamentares e assessores.Afinal, a senadora Heloisa Helena, que é alvo de processo de expulsão do PT em vias de ser analisado pela comissão de ética do partido, foi a única a discursar. Babá, Luciana e Fontes seguiram para o protesto do PSTU.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.