Racionamento pode ser suspenso em março dependendo da chuva

O ministro de Minas e Energia, José Jorge, disse no início da noite desta segunda-feira que o racionamento de energia poderá ser suspenso em março próximo, se até lá chover o esperado para o período. Ele fez a declaração ao comentar previsão divulgada hoje pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), do Ministério da Agricultura, de que, no verão, deverá haver um índice pluviométrico maior que no passado e que as chuvas poderão ficar até 20% acima da média histórica no Norte de Minas Gerais, no Rio de Janeiro e Espírito Santo."Na realidade, nós esperamos que não haja racionamento no ano que vem", disse Jorge. "Se tivermos um período molhado, que seja normal - não precisa nem que ele seja bom -, nós deveremos atingir 50% da capacidade do reservatório de Sobradinho o que, de acordo com os cálculos do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), permite que se atravesse o período seco sem racionamento." O período seco começa em março e vai até outubro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.