Rachid: reforma racionaliza sistema tributário do País

O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, afirmou, na Câmara dos Deputados, que a proposta de reforma tributária enviada pelo governo ao Congresso tem o papel de simplificar e racionalizar o sistema tributário do País. Rachid disse acreditar que, quando há clareza nos objetivos, o Congresso consegue avançar em propostas complexas, como a da reforma tributária."Nós achamos que é possível concluir a reforma tributária, mas entendemos que nem tudo deve ser pormenorizado na Constituição", disse o secretário da Receita, em seminário sobre a proposta, promovido pela Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip). Acrescentou que, "felizmente, nos últimos tempos, o Estado tem utilizado a arrecadação de impostos como forma de financiamento." Lembrou que, no passado, o País teve que se endividar ou emitir moeda para se financiar.Rachid afirmou que a pior distorção do sistema tributário é a sonegação, mas assegurou que a Receita Federal tem atuado para reduzir os espaços da evasão tributária e arrecadou, em 2007, somente em multas e juros, R$ 13 bilhões. Questionado por jornalistas se era a favor ou não da taxação das grandes fortunas, Rachid respondeu que este é um assunto para ser tratado com o ministro da Fazenda, Guido Mantega. "Sou um mero administrador tributário."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.