Quércia diz que PMDB terá ministério no início de 2004

O PMDB vai assumir um ministério do governo Lula no início do próximo ano. A afirmação é do presidente da legenda em São Paulo, Orestes Quércia, um dos avalistas do acordo firmado ontem pelo líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), e o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, para que o partido integre a base aliada ao governo. "Os entendimentos para o PMDB se juntar ao governo Lula andam muito bem e o próximo passo será o partido assumir um ministério a partir do início do ano que vem", disse, em entrevista por telefone à Agência Estado. Quércia avaliou ser precipitado estimar qual pasta o partido poderia assumir, mas sinalizou quais nomes são cotados para serem indicados ao futuro cargo: o líder do PMDB na Câmara, deputado Eunício de Oliveira (CE), e o próprio Renan Calheiros. "Eunício, Renan e o presidente do Senado, José Sarney, são os homens de interlocução do PMDB com o governo, de maior afinidade com o presidente Lula. O Sarney continuará presidindo o Senado", comentou.

Agencia Estado,

09 de maio de 2003 | 13h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.