Quércia diz que nota do PMDB é para ajudar o governo

O ex-governador Orestes Quércia saiu da audiência com o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, e afirmou que conversou com ele sobre diversos assuntos, mas de forma geral. Em entrevista no Palácio do Planalto após a audiência, Quércia disse ter tido "a impressão" de que havia sido convidado a comparecer à Casa Civil para discutir uma aliança nas eleições para a prefeitura de São Paulo, "mas o ministro nada falou sobre isso." O ex-governador reafirmou que o aspirante a candidato do PMDB à prefeitura paulistana é Michel Temer. Relatou ter comentado com Dirceu a nota divulgada hoje pelo PMDB sobre a política econômica. Quércia disse ao ministro que a proposta do PMDB é a de ajudar o governo a retomar o crescimento econômico. "Acho que o partido tem que exigir medidas concretas para que o País possa crescer. É o que o PT defendeu quando era oposição, e nós, também." O ex-governador declarou que não considera necessário o afastamento do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, para que seja alterada a política econômica. "Tenho certeza de que, quando ele (Palocci) vir que há condições, ele fará as mudanças necessária", afirmou Quércia. "Espero que seja hoje."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.