Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

'Quem vai decidir a eleição é o povo', diz Alckmin

Governador de São Paulo, que é pré-candidato à Presidência, afirmou que o importante é não se preocupar com o adversário nas eleições deste ano

Isadora Peron e Daniel Weterman, O Estado de S.Paulo

24 Janeiro 2018 | 17h58

BRASÍLIA - Pré-candidato à Presidência, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou nesta quarta-feira, 24, que a "novela" do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva "talvez não termine hoje", mas que o importante era não "se preocupar com o adversário".

+++ 'Lula foi beneficiário direto da propina', diz revisor

"Talvez não termine hoje essa novela, porque cabe recurso, mas o importante não é se preocupar com adversário, é se preocupar com eleitor. Quem vai decidir a eleição é o povo", disse no Twitter.

+++ Veja os principais trechos do julgamento de Lula no TRF-4

Após o julgamento, o governador voltou a se pronunciar por meio de nota em suas redes sociais. "O julgamento reafirmou que ninguém está acima da lei ou das instituições", escreveu. "O Brasil demonstra maturidade e segue em absoluto clima de normalidade democrática."

+++ 'Não estamos tratando de miseráveis', diz desembargador

O tucano destacou, ainda, que o Brasil deve buscar "o rumo da ética, da retomada do crescimento e da geração de empregos."

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.