Fellipe Sampaio e Carlos Humberto / SCO STF
Fellipe Sampaio e Carlos Humberto / SCO STF

Quem são Rodrigo Janot e Gilmar Mendes? Relembre seus papéis na Lava Jato

Ex-procurador-geral da República e ministro do STF tiveram atuação antagônica durante a Operação Lava Jato; relembre

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de setembro de 2019 | 00h43

O ex-procurador-geral Rodrigo Janot e o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), voltaram ao noticiário na noite desta quinta-feira, 26, após a revelação pelo Estado de que o então procurador-geral da República chegou a ir armado a uma sessão do tribunal com a intenção de matar Gilmar. No auge da Operação Lava Jato, Janot e Gilmar ocuparam papéis antagônicos. 

Relembre a atuação de cada um deles.

Quem é Rodrigo Janot?

Rodrigo Janot Monteiro de Barros é ex-procurador-geral da República. Ocupou o cargo mais alto do Ministério Público Federal (MPF) de 2013 a 2017, durante dois mandatos consecutivos. 

Janot se transformou em uma espécie de símbolo da Lava Jato no MPF, após denunciar o então presidente Michel Temer e pedir investigações contra dezenas de políticos implicados em delações premiadas de executivos e outros colaboradores da operação – casos que ficaram conhecidos como "listas de Janot". No cargo de procurador-geral, Janot chegou a apresentar duas denúncias contra Temer, no caso das gravações do presidente com o empresário Joesley Batista, da JBS. 

Para Entender

Janot pode ser incriminado?

Saiba se o ex-procurador da República deverá responder à Justiça por revelar plano de matar Gilmar Mendes

Janot foi responsável pelas denúncias da Operação Patmos da Polícia Federal, que gravaram o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures carregando uma mala com R$ 500 mil nas ruas de São Paulo, na época em que era assessor especial de Temer no Palácio do Planalto. O dinheiro havia sido oferecido pelo executivo da JBS Ricardo Saud a título de propina. 

A divulgação das denúncias criaram a maior crise do governo Temer. A Câmara dos Deputados acabou barrando as duas denúncias contra o presidente. Janot, por sua vez, foi substituído por Raquel Dodge em setembro de 2017. 

Quem é Gilmar Mendes?

Gilmar Ferreira Mendes é ministro do STF desde 2002, quando se tornou o terceiro indicado à Corte pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso. Gilmar exercia o cargo de Advogado-Geral da União quando foi indicado.

No auge da Operação Lava Jato, entre 2016 e 2018, Gilmar se tornou o principal expoente da ala "garantista" do Supremo, que defende de forma mais rígida a presunção de inocência e critica os métodos da força-tarefa de Curitiba. O ministro se tornou alvo de manifestações após conceder a soltura de investigados e réus da operação, revisando decisões de primeira instância.

Pelas mãos de Gilmar, foram liberados acusados como o ex-governador do Rio Anthony Garotinho, o ex-dirigente da Dersa Paulo Vieira de Souza, o empresário carioca Jacob Barata Filho (três vezes), o ex-secretário de Saúde do Rio Sérgio Côrtes e o empresário Eike Batistaentre outros. As justificativas muitas vezes citavam falta de provas ou até constrangimento ilegal dos acusados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.