Quem quebrou sigilo de caseiro será descoberto, diz Wagner

O ministro das Relações Institucionais, Jaques Wagner, garantiu que rapidamente o governo vai descobrir quem cometeu a quebra de sigilo bancário do caseiro Francenildo Santos Costa e punir os culpados. Ele acredita que ninguém do Palácio do Planalto e nem da Polícia Federal esteja envolvido em tal vazamento.O ministro faz parte da comitiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na visita à Bahia. O presidente chegou a Cachoeira às 8h30 para fiscalizar obras da construção de um dos campus da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB). O presidente não fez discurso, nem falou com a imprensa. Ele estava acompanhado da mãe de Caetano Veloso, dona Canô, e dos ministro da Educação e da Cultura. Em seguida, o presidente se deslocou para Cruz das Almas, cidade a cerca de 30 quilômetros de Cachoeira.Ele também inaugura hoje obras de urbanização e residências do projeto Habitar Brasil no município de Lauro de Freitas, que receberam R$ 9,3 milhões do governo federal, beneficiando 830 famílias de baixa renda.

Agencia Estado,

21 de março de 2006 | 09h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.