ADRIANO MACHADO/REUTERS
ADRIANO MACHADO/REUTERS

Quem está falando sobre AI-5 está sonhando, diz Bolsonaro sobre fala do filho

Presidente diz que sugestão de Eduardo é algo do 'passado', quando 'existia outra Constituição': 'Não existe mais'

Camila Turtelli e Mateus Vargas, O Estado de S.Paulo

31 de outubro de 2019 | 16h21

BRASÍLIA – O presidente Jair Bolsonaro fez uma tentativa de contornar a fala do filho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), sobre um “novo AI-5”. “Quem está falando sobre AI-5 está sonhando”, disse ao ser questionado por jornalistas na saída do Alvorada nesta quinta-feira. “Não existe. AI-5 no passado, existia outra Constituição, não existe mais. Esquece. Vai acabar a entrevista aqui. Cobrem dele (Eduardo). Quem quer que seja que fale em AI-5 tá falando... tá sonhando. Tá sonhando! Tá sonhando! Não quero nem ver notícia nesse sentido aí”, afirmou Bolsonaro.

“Olha, cobre você dele. Ele é independente. Tem 35 anos se eu não me engano. Mas tudo bem. Lamento... Se ele falou isso, que eu não tô sabendo, lamento, lamento muito”, afirmou.

Mais tarde, em uma transmissão nas redes sociais, Bolsonaro voltou a se isentar de responsabilidade pela fala do filho. “Quem fala pelo Eduardo é ele, não sou eu”, disse o presidente no Facebook.

Uma excursão de crianças aguardava o presidente na saída do palácio. Bolsonaro pediu que os estudantes fizessem perguntas e respondeu a eles. “Dica primeiro respeitar papai e mamãe, professor na sala de aula e estudar”, disse. “Não queiram ficar dependente do Estado a vida toda”, afirmou.

O presidente voltou a dizer que ainda não se sabe a origem do óleo que atinge as praias do Nordeste. Além disso, afirmou que se reúne com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na segunda-feira, para tratar da reforma administrativa que deve ser enviada ao Congresso na terça-feira.

Mais cedo ele se reuniu com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e disse que tratou sobre projetos com o senador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.