Queda de popularidade de Dilma é insatisfação com a classe política, diz Aécio

Pesquisa Datafolha mostrou queda de 27 pontos percentuais na aprovação do governo da petista

O Estado de S. Paulo ,

29 Junho 2013 | 16h27

SÃO PAULO - O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, provável presidenciável tucano em 2014 disse, em nota divulgada neste sábado, 29, que a queda de 27 pontos porcentuais da popularidade de Dilma Rousseff revela não apenas uma insatisfação da população com relação à presidente, mas com a classe política como um todo".

A pesquisa Datafolha registrou que avaliação positiva do governo Dilma caiu de 57% para 30% em três semanas, depois da onda de protestos que tomou conta do País.

"As pesquisas indicam o que os protestos que mobilizam o País já mostravam: uma insatisfação dos brasileiros que, acredito, não seja apenas com relação à presidente Dilma, mas com a classe política como um todo, em razão da ausência de respostas efetivas aos problemas enfrentados pelas pessoas", afirmou o tucano por meio de nota.

A pesquisa revelou também que o porcentual de brasileiros que consideram o governo ruim ou péssimo subiu de 9% para 25%.

"São déficits acumulados ao longo de anos. Cabe a todos nós analisarmos com humildade e responsabilidade esse importante recado", disse.

O Datafolha que ouviu 4.717 pessoas em 196 cidades entre a quinta-feira, 27. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.