Queda de Orlando não atrasará Lei da Copa, diz relator

O relator da Lei Geral da Copa, deputado Vicente Cândido (PT-SP), afirmou que a queda do ministro do Esporte, Orlando Silva, não vai atrasar a tramitação do projeto no Congresso. Ele afirmou que a comissão vai continuar trabalhando normalmente e deverá ouvir o futuro ministro da área no final de novembro, quando estará encerrando seu trabalho.

EDUARDO BRESCIANI, Agência Estado

26 de outubro de 2011 | 18h07

"Acho que não tem nenhum problema. A bola está com o Congresso. Enquanto o novo ministro toma pé da discussão, nós vamos conversando com outras áreas do governo, como o Ministério da Justiça, e com a sociedade civil. No final dos trabalhos, aí voltaremos para ouvir a área do Esporte", disse o relator. "Esse fato de hoje não vai alterar nosso cronograma. O governo é maior que a crise, que já está contornada", completou.

Ontem a comissão ouviu por quatro horas Orlando Silva falar sobre a organização do evento enquanto a oposição cobrava dele o esclarecimento das denúncias.

Tudo o que sabemos sobre:
Orlando SilvademissãoLei da Copa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.