Que bom que se fez justiça com o Guilherme, diz Marina

A candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, defendeu, hoje, o empresário Guilherme Leal, dono da Natura e candidato a vice na sua chapa. Leal estava sendo acusado de desrespeitar leis ambientais ao construir um empreendimento numa propriedade que tem no sul da Bahia. "Tenho muito orgulho do meu vice. E estou muito feliz", disse. "Tentaram tisnar a honra do Guilherme. Um homem que há 30 anos, na sua empresa que começou com um fundo de garantia, dentro de uma garagem, e hoje é dono de uma das empresas mais respeitáveis do mundo", disse.

CARMEN POMPEU, Agência Estado

17 Julho 2010 | 17h04

"Estavam querendo tisnar seu compromisso socioambiental, dizendo que ele tinha praticado irregularidade. E eu mantive a calma e disse que nós não vamos entrar no jogo sujo. O Ibama está na sua obrigação de entrar na propriedade para ver se está tudo certo. E ontem o Ibama soltou uma nota, dizendo que o meu vice estava correto e tinha cumprido com todo o script necessário para fazer os seus investimentos da forma ambientalmente correta", afirmou Marina.

De acordo com Marina, ela estava tranquila com relação às denúncias. Por isso preferiu aguardar o laudo técnico, que inocentou o empresário, para se manifestar sobre o assunto. "A mentira veio primeiro. E a verdade veio depois. Que bom que veio com o tempo necessário para se fazer a justiça", comemorou. "Mas eu sempre digo que é melhor sofrer uma injustiça do que causar injustiça. Porque eu sei que um dia ela (injustiça) será reparada." De acordo com Marina, o laudo técnico não poderia ser outro.

Marina participou, pela manhã, de um bate-papo com a militância no Hotel Praia Centro de Fortaleza. Depois, foi ao Titanzinho inaugurar a primeira "casa de Marina" da região Nordeste. Localizado num dos bairros mais pobres da cidade, o imóvel pertence ao jardineiro e ex-padeiro Osmar Albuquerque. A candidata do PV entrou na residência, ouviu um jingle feito para ela por Osmar e discursou para vizinhança. Prometeu manter o Bolsa Família e avançar na proposta investindo em qualificação profissionalizante.

Mais conteúdo sobre:
Marina Silva Guilherme Leal Ibama

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.