Quatro senadores da base ampliam grupo contra CPMF

Quatro senadores de partidos da base aliada engrossaram hoje o bloco da oposição contrário à prorrogação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), totalizando 31 senadores - se considerados os 27 do PSDB e do DEM. Em reunião realizada no gabinete do líder do DEM, José Agripino, foi feita uma nova avaliação do quadro com a participação dos senadores Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) e Mão Santa (PMDB-PI), Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) e Expedito Júnior (PR-RO).Se contabilizar o voto do senador José Nery (PSOL-PA), a oposição teria 32 votos contra a prorrogação da CPMF. Eles não incluíram os peemedebistas Pedro Simon e Geraldo Mesquita no grupo, que já declararam voto contra, mas estão sendo assediados pelo governo. Tanto para aprovar a prorrogação quanto para derrubar a tentativa do governo de estender a cobrança da CPMF até 2011 são necessários 49 votos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.