Quatro parentes de Lula devolvem passaportes

Dois filhos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva - Marcos Cláudio e Sandro Luís - devolveram, no dia 1º de junho, os passaportes diplomáticos que haviam recebido de maneira irregular. Além deles, outros dois netos menores de idade também devolveram o documento. A informação foi confirmada nesta quarta-feira, 8,  pela assessoria de imprensa do Itamaraty.

08 de junho de 2011 | 23h15

 

Os quatro passaportes tinham validade de quatro anos. Pelo menos outros três parentes do ex-presidente também possuem o benefício. Alguns deles conseguiram a renovação do documento em 29 de dezembro de 2010, penúltimo dia útil do governo Lula. Esses passaportes foram concedidos em "caráter excepcional" e "em razão de interesse do País", sem que fosse apresentada uma justificativa para isso.

 

A concessão dos passaportes diplomáticos aos filhos de Lula foi considerada irregular pelo Ministério Público Federal, que solicitou ao Itamaraty o recolhimento dos documentos. Na ocasião, o ministério divulgou nota informando que os documentos foram concedidos "em estrito cumprimento às regras".

 

Em 25 de janeiro foi publicada uma portaria que criou novas normas para a emissão do documento. As mudanças foram pedidas pela presidente Dilma Rousseff para evitar que situações como essa se repitam.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.