Quatro cidades de SP terão de fazer recadastramento eleitoral

A Justiça Eleitoral suspeita de fraude em quatro cidades do interior de São Paulo porque o número de eleitores é muito grande em relação à população. Para apurar se houve irregularidades, quatro municípios terão de efetuar um recadastramento. Um deles é Vista Alegre do Alto, na região de Ribeirão Preto, onde existem 4.052 eleitores cadastrados para uma população de 4,7 mil habitantes. Como a cidade não possui cartório eleitoral, foi montado um posto de atendimento na Câmara de Vereadores. Os eleitores têm prazo até o dia 30 de maio para comprovar que residem no município. Quem não comparecer terá o título de eleitor cancelado.Segundo o Bom Dia SP, da TV Globo, outra cidade onde as pessoas poderão ter os títulos anulados se não se recadastrarem é Águas de Lindóia, na região de Campinas. A localidade é uma estância turística que registrou aumento de 80% no número de eleitores em apenas dois anos. A Justiça suspeita de fraude também em Guararema, na região metropolitana de São Paulo. Um dos motivos que levou o Ministério Público a suspeitar de possíveis irregularidades na cidade é a elevada quantidade de eleitores - 16.365. O censo do IBGE aponta uma população com mais de 10 anos de idade de 17.722 pessoas. O número de eleitores que votam seria exagerado se comparado às estatísticas populacionais. A quarta cidade onde ocorrerá o recadastramento é Igaratá, na região do Vale do Paraíba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.