''Quanto mais mulher, melhor''

Dilma admite candidatura de Marta

, O Estadao de S.Paulo

08 de agosto de 2009 | 00h00

Em meio à negociação entre PT e PSB sobre uma possível candidatura do deputado Ciro Gomes (PPS-CE) ao governo paulista, a chefe da Casa Civil e candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, admitiu ontem a possibilidade de a ex-prefeita Marta Suplicy representar seu partido na corrida para o Palácio do Bandeirantes. "Quanto mais mulher, melhor", afirmou Dilma, ao ser questionada se gostaria de ver Marta candidata. "Acho que as mulheres são muito unidas nisso", respondeu Marta.Dilma almoçou na casa de Marta. A ex-prefeita tem dito a aliados que pretende disputar a eleição em 2010, mas que ainda não decidiu para qual posto.Sem candidato natural, o PT avança na negociação com Ciro. Na próxima quarta-feira, o deputado vai se reunir em Brasília com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente do PSB, governador Eduardo Campos (PE), e dirigentes dos dois partidos.Marta e Dilma minimizaram as conversas com o PSB. "É uma questão que vai se colocar para o partido em algum momento. Está tudo muito aberto. O partido está mais preocupado em se organizar", disse Dilma. "Acho que não teremos nenhum problema aqui em ter uma representação, seja ela a que nos convier", completou Marta.Dilma comentou a possibilidade de Marina Silva (PT-AC) sair candidata à Presidência. A senadora recebeu convite do PV e estuda a possibilidade de deixar o PT. "Acho que a Marina, em qualquer processo, é bem vinda", disse a chefe da Casa Civil. "Para mim, a Marina é do PT."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.