Quadro de saúde de Jorge Amado é estável

Após superar uma crise de glicemia (taxa de açúcar no sangue) o escritor Jorge Amado, de 89 anos, passou a manhã de hoje com estado de saúde estável e em franca recuperação na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Aliança de Salvador, onde está internado, desde quarta-feira. A família do escritor não quis divulgar o internamento de Amado na quarta-feira, mas ontem sua mulher, Zélia Gattai decidiu contar detalhes do caso, pouco antes de entrar no hospital para visitá-lo. "Foi uma crise grave, o taxa de glicemia chegou a 700 (miligramas por decilítros), mas felizmente depois dele ser medicado voltou a níveis normais de 120", disse, assinalando que o agravamento do estado de saúde do escritor a pegou de surpresa. "Essa rebordosa foi um choque", brincou, agora mais tranqüila. Segundo Zélia, Amado que vive recluso, sem viajar e participar de homenagens em função dos seus problemas cardíacos (ele sofreu um enfarte do miocárdio em 1993, submeteu-se a uma angioplastia para desobstrução de artéria coronária em 1996 e implantou um marcapasso em 1997 para regular a freqüência cardíaca) estava muito bem na terça-feira. "Jogamos baralho, crapô, ele disse que eu estava roubando no jogo e eu retruquei que era ele o trapaceiro, enfim estávamos tranqüilos e no dia seguinte ele começou a passar mal", detalhou. Como o médico particular do escritor, Jadelson Andrade estava viajando, Zélia disse ter chamado dois médicos amigos da família, Ires e Luís Lessa que recomendaram a internação imediata do escritor. "Ele ficou todo o tempo sedado no hospital mas hoje (ontem) cedo, quando liguei para o Aliança me disseram que ele estava acordando, já abriu os olhos e estudava o quarto", contou.Zélia e a neta Mariana Amado pediu para os jornalistas não assediarem a família constantemente, informando que o quadro do escritor é de franca mas lenta recuperação. "Não existe previsão de quando ele vai passar da UTI para uma unidade semi-intensiva ou um quarto comum", disse, acrescentando que o médico Jadelson Andrade está retornando dos Estados Unidos para acompanhar o escritor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.