Quadro de Alencar é grave, mas estável, diz médico

Ex-vice-presidente está sendo medicado com antibióticos para tratar de uma infecção no intestino

WLADIMIR D'ANDRADE, Agência Estado

11 de fevereiro de 2011 | 15h59

O gastroenterologista Raul Cutait, médico do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, disse que o estado de saúde do ex-vice-presidente da República José Alencar continua grave, mas está estável. Alencar está sendo medicado com antibióticos para tratar de uma infecção no intestino. Cutait afirmou também que a quimioterapia contra o câncer foi suspensa há alguns dias porque "Alencar está com outros problemas".

Cutait explicou que, numa situação normal, o ex-vice-presidente deveria ser submetido a uma cirurgia, mas as condições atuais do paciente não permitem. Ele está sendo tratado "de forma conservadora", segundo o médico. Alencar luta há 13 anos contra um câncer no abdome.

Mesmo na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Alencar deve receber no final desta tarde a visita do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ontem ele recebeu a visita da presidente Dilma Rousseff e do ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria Geral da Presidência da República.

O ex-vice-presidente foi internado quarta-feira apresentando um quadro de peritonite (inflamação do peritônio, membrana que reveste a cavidade abdominal) causada por uma perfuração intestinal.

Tudo o que sabemos sobre:
Alencarinternaçãosaúdemédico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.