PV turbina Gabeira, que nega candidatura à Presidência em 2014

'Sou jornalista e quero continuar sendo jornalista', afirmou ao 'Estado'

Heloísa Aruth Sturm, Agência Estado

17 de janeiro de 2013 | 20h33

RIO - Alvo de especulações de que seria candidato à Presidência da República em 2014, o ex-deputado federal Fernando Gabeira (PV-RJ) negou nesta quinta-feira, 18, a disposição para se candidatar. "Eu sou jornalista e quero continuar sendo jornalista", afirmou ao Estado.

As especulações davam conta de que sua candidatura seria proposta durante o programa eleitoral do PV que foi ao ar na quarta-feira, 17, em rede nacional de televisão. Gabeira afirmou que falaria durante um dos dez minutos do programa, mas não para se lançar candidato. "Eu falo no programa que o PV teve uma trajetória, trouxe uma série de novas ideias que hoje já não são mais novas, e é preciso agora encontrar as ideias novas do presente. Então eu posso ajudar o PV a fazer isso, mas através de cursos, de palestras, e não como candidato a nada."

O programa comemorou os 27 anos do partido, fundado em 17 de janeiro de 1986, e narrou sua trajetória. "Quando o Partido Verde começou no Brasil foi difícil. As pessoas ouviam falar do meio ambiente num país com tanta gente morrendo de fome, e a gente com o tempo conseguiu demonstrar que havia uma relação entre a morte de muitas pessoas, seja por fome, seja por desastres naturais, com o meio ambiente. Foi difícil também porque a gente defendia direitos individuais, éramos contra a discriminação ao negro, à mulher, ao homossexual", afirmou Gabeira. "Agora temos que olhar para o futuro. (...) Estou pronto para colaborar com o partido", concluiu, sem mencionar nenhuma eleição.

Segundo Gabeira, o PV ainda não tem um nome definido para disputar a próxima eleição presidencial. O jornalista foi candidato a prefeito do Rio em 2008, quando perdeu para Eduardo Paes (PMDB), e candidato a governador em 2010, quando foi derrotado por Sérgio Cabral Filho (PMDB).

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2014Gabeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.