PV rejeita Cesar Maia e complica oposição no Rio

Decisão dificulta a formação de chapa ampla em torno da candidatura de Gabeira ao governo do Estado

Agência Estado,

20 de janeiro de 2010 | 09h39

O PV do Rio de Janeiro cedeu à pressão do vereador Alfredo Sirkis e não vai apoiar a candidatura do ex-prefeito Cesar Maia (DEM) ao Senado. A decisão dificulta a formação de chapa ampla em torno de Fernando Gabeira, que impôs como condição para disputar a sucessão do governador Sérgio Cabral (PMDB) que o partido não saia sozinho no Estado. A vereadora Aspásia Camargo será a candidata dos verdes ao Senado, o PPS indicará o segundo nome e o PSDB o vice.

O PV reuniu ontem pela primeira vez os 21 membros da coordenação da campanha de Marina Silva ao Planalto. "Não vai ter democratismo nas decisões da campanha. O núcleo será enxuto e formado por pessoas técnicas e com conhecimento do mapa do partido", explicou José Luiz Penna, presidente da legenda. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.