PV quer Paulo Coelho para Câmara dos Deputados

Convite foi feito pelo vereador José Luiz Penna, presidente nacional do Partido Verde

Gustavo Uribe, da Agência Estado,

17 de setembro de 2009 | 14h02

Depois de arrebatar o apoio do psicanalista Augusto Cury, o Partido Verde (PV) aposta agora no poder de um mago para transformar popularidade literária em dividendos eleitorais. O escritor Paulo Coelho é a nova promessa da sigla para fortalecer o palanque da senadora Marina Silva (AC) à sucessão ao Palácio do Planalto em 2010. O convite para integrar a legenda foi feito no início de agosto pelo presidente nacional do PV, o vereador José Luiz Penna (SP).

O autor de best-sellers ainda não deu a resposta definitiva, mas, de acordo com integrantes do PV, a filiação de Coelho já é dada como certa por lideranças da sigla. "A filiação está praticamente fechada", confirmou à Agência Estado um dos membros da Executiva Nacional do partido. "O mago é amigo de Marina Silva e já tem acompanhado algumas discussões ideológicas", emendou.

O interesse no ingresso do escritor na vida pública foi manifestado inicialmente pelo próprio Paulo Coelho, que procurou a legenda no final de julho e ofereceu o seu nome à elaboração do novo projeto partidário do PV rumo às eleições de 2010. Animado com a possibilidade de ingresso do mago aos quadros da legenda, Penna sentou à mesa com o escritor e sugeriu o lançamento de seu nome à disputa à Câmara dos Deputados no ano que vem, como confidenciou uma liderança do partido.

"Vamos conversar melhor nas próximas semanas, quando ele voltar de viagem aos Pirineus", assegurou Penna. "Estamos muito animados pela filiação dele. É uma personalidade importante que não é afinada politicamente com outras legendas", emendou.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2010PVPaulo Coelho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.