PV deverá selar adesão à coalizão do governo, diz Penna

O presidente do PV, José Luiz Penna, informou nesta terça-feira que o partido deverá selar, no próxima terça-feira, em reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sua participação no governo de coalizão e no conselho político do presidente. Atualmente, o PV integra a base aliada, mas quer consolidar essa participação. Penna, juntamente com outros integrantes do partido, entre eles o secretário-executivo do Ministério da Cultura, Juca Ferreira, se reuniram com o ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, para quem entregaram uma proposta de agenda mínima para sua participação no governo. O documento tem três pontos: a questão ambiental, sobretudo em relação à questão climática, por meio do estabelecimento de metas de redução de CO2, reforma política; com financiamento eleitoral público, adoção do voto em listas partidárias e suspensão da vigência da cláusula de barreira até a aprovação da nova lei eleitoral; e ampliar o foco na política cultural como "dimensão central do desenvolvimento".Segundo Juca Ferreira, Tarso disse que as propostas poderiam ser tranqüilamente assimiladas pelo governo. Os representantes do PV e o ministro ficaram de acertar um encontro para juntos assistirem um filme do ex-vice-presidente norte-americano Al Gore, chamado Uma Verdade Inconveniente, com o presidente Lula.

Agencia Estado,

28 de novembro de 2006 | 15h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.