PTB, que tinha vice na chapa de Alckmin, anuncia apoio a prefeito

Presidente do Diretório Estadual do PTB e candidato a vice na chapa derrotada do tucano Geraldo Alckmin à prefeitura, o deputado Campos Machado declarou ontem "apoio incondicional" ao prefeito Gilberto Kassab (DEM), que disputa a reeleição. Ao anunciar a adesão à candidatura Kassab, Machado negou qualquer vínculo com futuros cargos na administração da cidade, caso o prefeito derrote a petista Marta Suplicy no segundo turno."O PTB vai apoiar (Kassab) sem nenhuma exigência prévia, sem nenhum compromisso ou qualquer contrapartida", afirmou o petebista depois de reunião no diretório da legenda em São Paulo. "Esse é um acordo político e não um apoio de gabinete."O comandante do PTB paulista admitiu que houve pressão dos dirigentes da legenda em Brasília para que o apoio fosse dado a Marta neste segundo turno, já que no âmbito federal a legenda integra a base aliada do governo Lula. Ele argumentou, contudo, que o PTB de São Paulo não tem história comum com o PT e um arranjo político desse tipo não seria possível. "Alguns companheiros acharam que o fato novo que poderia modificar a eleição era que os descontentes pudessem ir para o lado da Marta", disse ele.EMPENHOO deputado petebista afirmou que ainda não conversou com Kassab para informar do apoio de sua legenda, mas destacou que telefonou para o prefeito no domingo a fim de cumprimentá-lo pela passagem para o segundo turno. Machado fez questão de dizer que seu partido vai se empenhar na campanha de Kassab, da mesma forma como se empenhou na de Alckmin."Nosso apoio é total. Vou pedir o mesmo empenho que tiveram com Geraldo Alckmin na campanha do Gilberto Kassab."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.