PTB não ajudará governo a manter subteto

O líder do PTB na Câmara, deputado Roberto Jefferson (RJ), disse que seu partido não vai ajudar o governo a manter o subteto do Judiciário dos Estados em 75% do salário de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele participou hoje do almoço dos líderes da base aliada com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Apresentar destaque, não apresento", afirmou. "Mas não assumo o compromisso de não votar com o destaque de outro partido". Ele se referiu ao fato de que, durante a reunião com Lula, o líder do PL, deputado Valdemar Costa Neto (SP), disse que, se não houver solução para os magistrados, apresentará destaque elevando o teto salarial dos desembargadores para 90,25% do salário de ministro do STF. Jefferson relatou que, na reunião com o presidente, o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, foi claro ao sustentar que o fundo de pensão complementar do funcionalismo deve ter contribuição definida, mas que não pode ter benefício definido. Segundo Jefferso, Dirceu lembrou que, nos Estados Unidos, foi feito benefício definido, e a Previdência de lá está quebrando.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.