PTB libera senadores para votar prorrogação da CPMF

Os dirigentes do PTB aprovaram hoje diretriz contrária à prorrogação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), mas autorizou seus senadores - que já se desligaram do bloco governista - a votarem como quiserem quando a emenda constitucional sobre o assunto for apreciada no plenário do Senado. Na reunião da Executiva Nacional, o partido aprovou também a decisão de fechar questão contra eventual proposta de alteração na lei eleitoral para que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva possa concorrer a um terceiro mandato.Ontem, o Senado iniciou a discussão da emenda constitucional que prorroga até 2011 a vigência do chamado imposto do cheque. Após cinco sessões para a discussão da emenda, a proposta de prorrogação da CPMF será votada no plenário do Senado, em dois turnos. O primeiro, de acordo com o presidente interino do Senado, Tião Viana (PT-AC), poderá ocorrer já na terça-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.