PT vai rejeitar MPs do governo no Congresso

O líder do PT na Câmara, Walter Pinheiro (BA), pretende mobilizar na próxima semana os demais líderes partidários, inclusive dos partidos governistas, para rejeitar as medidas provisórias editadas pelo governo na última quarta-feira. Pinheiro considera que o presidente Fernando Henrique Cardoso ofendeu o Congresso ao editar dez medidas provisórias no mesmo dia em que foi aprovada em turno final a proposta de emendas constitucional que restringe a legislação por MP. "Para não ser desmoralizado, o Congresso tem que dar uma resposta dura a esse desrespeito, rejeitando essas MPs e as que vierem a ser editadas até a promulgação da emenda", afirmou Pinheiro. "Se o governo fosse coerente e ético, teria parado de editar MP desde a aprovação da PEC na Câmara, mas o governo está no limite entre a responsabilidade e a falta de caráter", acusou, ameaçando tumultuar as próximas sessões do Congresso, caso as MPs não sejam rejeitadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.