Joedson Alves/EFE - 28/2/2019
Joedson Alves/EFE - 28/2/2019

PT vai pedir que PGR investigue Bolsonaro por vídeo pornográfico no Twitter

Segundo deputado Paulo Teixeira, lei recém-aprovada tipifica o crime de divulgação, sem o consentimento da vítima, de cena de sexo, nudez ou pornografia

Camila Turtelli e Mariana Haubert, O Estado de S.Paulo

06 de março de 2019 | 16h12

BRASÍLIA - O PT vai pedir que a Procuradoria-Geral da República investigue o presidente da República, Jair Bolsonaro, pela publicação de um vídeo pornográfico em sua conta no Twitter. A informação é do deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP).

“Vamos representar Jair Bolsonaro pelo vídeo que postou. A lei 13.718, recentemente aprovada, tipifica o crime de divulgação, sem o consentimento da vítima, de cena de sexo, nudez ou pornografia”, escreveu o parlamentar em sua conta na mesma rede social. 

A publicação de um vídeo de conteúdo escatológico e pornográfico pelo presidente, na noite desta terça-feira, 5, é ainda um dos temas mais comentados na rede social. A publicação divide opiniões com a hashtag #ImpeachmentBolsonaro liderando os tópicos mais replicados, seguida pela #BolsonaroTemRazão.

Logo após o tuíte, muitos internautas pediram que o conteúdo fosse denunciado à rede social como impróprio. Nem o Twitter nem o presidente excluíram a postagem, mas foi colocado um aviso de que “Esta mídia pode conter material sensível”. Na postagem, o presidente afirma que “é isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro”.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.