PT vai destituir radicais da comissão especial da Previdência

O PT vai destituir da comissão especial da reforma da Previdência seus três deputados radicais: João Batista de Araújo, o Babá (PA); Luciana Genro (RS) e Lindberg Farias (RJ). O trio será substituído por causa do discurso contrário à taxação dos servidores aposentados, um dos principais pilares do projeto do governo."Lamento, mas não dá para fazer nenhum recuo tático neste momento", afirmou Babá. "Sou contra esta reforma e vou manter minha coerência." Nesta semana, o deputado deve participar da plenária dos funcionários públicos, em Brasília, acompanhado de Luciana e da senadora Heloísa Helena (PT-AL). "Vamos trabalhar para que o governo retire este projeto da Previdência", completou Luciana. Vice-líder da bancada petista na Câmara, Lindberg deverá ser suspenso de suas funções por 20 ou 30 dias. A cúpula do PT, no entanto, não planeja expulsá-lo porque, ao contrário de seus colegas, ele concordou em evitar confronto com o governo.O presidente da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), entrega formalmente amanhã as propostas das duas reformas na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Para não correr riscos na tramitação, o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, reuniu hoje, no Palácio do Planalto, vários líderes de partidos aliados. Pediu pressa e fidelidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.