PT vai dar 10 bolsas de estudo para curso de medicina em Cuba

O PT vai conceder 10 bolsas de estudo para curso de medicina em Cuba a filiados do partido há pelo menos um ano. Cinco vagas são para homens e cinco para mulheres. Mas os candidatos terão que cumprir algumas exigências: devem ter no máximo 25 anos, ser de origem rural ou de família de baixa renda e ter concluído o segundo grau, de preferência em escola pública. Ao documento de filiação partidária do interessado deverá ser anexada ainda uma carta de recomendação de um dirigente petista. O prazo para a inscrição encerra-se no dia 15. O governo de Cuba também faz exigências aos futuros alunos de sua escola de medicina, como o registro em cartório do certificado ou diploma de segundo grau, acompanhado de atestado do Ministério da Educação e firma reconhecida do diretor da escola. Cuba pede ainda certificado médico que comprove bom estado de saúde física e mental para o estudo da Medicina (com firma reconhecida do médico), exame negativo recente de HIV, certificado negativo de antecedentes penais e processos judiciais pendentes. No caso das candidatas, elas terão de entregar exame negativo de gravidez. Os documentos dos interessados devem ser enviados à Secretaria de Relações Internacionais do PT (rua Silveira Martins, 132, Centro, São Paulo). Desde 1999, o PT oferece as bolsas de estudo de medicina na Universidade Latinoamericana de Cuba. O curso dura seis anos. O diretório nacional do PT também costuma sortear passagens para Cuba para os integrantes do partido. Há cerca de três anos, alguns petistas receberam bilhetes para acompanhar o ainda presidente de honra do partido, Luiz Inácio Lula da Silva, a praias de Cuba, como Varadero.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.