PT tenta aumentar bancadas com 'setembro vermelho'

A reta final da campanha petista será marcada por caminhadas como a que aconteceu domingo na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, liderada pelo ex-prefeito Lindberg Farias, que concorre ao Senado. A ideia é disseminar a "onda vermelha" em favor da candidata petista à Presidência Dilma Rousseff, mesmo sem a presença da ex-ministra, e dar mais visibilidade aos candidatos do partido.

AE, Agência Estado

31 de agosto de 2010 | 11h23

Apesar do interesse em divulgar a ampla aliança em torno de Dilma, o PT tem planos de reforçar ao máximo a bancada na Câmara e no Senado. Ontem, os petistas fizeram caminhada semelhante na Baixada Fluminense, região por onde também passou o presidente Lula, só que em agenda oficial.

Já os tucanos aguardam os efeitos do apelo divulgado pelo candidato a vice Indio da Costa. E se esforçam para desfazer a impressão de uma campanha sem rumo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.