PT também apoia Palocci na disputa por governo de SP

Assim como o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o PT paulista também avalia que o deputado federal e ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci (PT-SP) entrará na corrida ao governo do Estado, caso seja absolvido pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O tribunal avalia amanhã a denúncia de quebra de sigilo bancário do ex-caseiro Francenildo dos Santos Costa.

GUSTAVO PORTO, Agencia Estado

26 de agosto de 2009 | 19h12

"Ele (Palocci) até hoje sequer falou que era candidato, mas se o Supremo absolvê-lo, ele entra na disputa", disse à Agência Estado o presidente do PT em São Paulo, Edinho Silva. O líder partidário admitiu que o cenário mudará com a decisão do STF e que a campanha para a escolha do candidato petista à sucessão de José Serra (PSDB) engrenará. "Se ele for absolvido, todas as lideranças hoje cogitadas entram na disputa", afirmou.

Edinho afirmou que a expectativa dentro do PT pela absolvição do deputado "é a melhor possível" e que o próprio Palocci terá de se posicionar e colocar seu nome após a decisão do STF, caso ela seja favorável a ele. "Precisamos ouvir o que ele quer e saber qual a vontade, já que nem podia ficar falando como candidato, pois condicionou a decisão ao Supremo", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.