PT reforça equipe da campanha de Dilma

A equipe de comunicação da campanha de Dilma Rousseff (PT) à Presidência ganhou reforço. A diretora de Jornalismo da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), Helena Chagas, deixará a TV pública para integrar o time. O núcleo petista também contratou o jornalista Mário Marona e o fotógrafo Roberto Stuckert Filho. Do Planalto saíram os jornalistas Ricardo Amaral e Oswaldo Buarim Júnior, que já eram assessores de Dilma na Casa Civil. A ex-ministra quer levar para a equipe, ainda, o jornalista Nirlando Beirão.

VERA ROSA, Agência Estado

06 de abril de 2010 | 20h51

O PT não bateu o martelo sobre o nome do tesoureiro da campanha, mas nos últimos dias cresceu a cotação de Sérgio Rosa, atual presidente da Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ), que está prestes a deixar o cargo. Rosa dirigiu o Sindicato dos Bancários de São Paulo e é amigo de João Vaccari Neto, o secretário de Finanças do PT acusado pelo promotor José Carlos Blat de desviar recursos da cooperativa habitacional Bancoop para campanhas do partido. Vaccari nega a acusação.

O presidente do PT, José Eduardo Dutra, faz mistério sobre o tesoureiro, mas diz que ele deve ter "dedicação integral" à função. "O ideal é que não seja candidato", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.