PT quer Marta fazendo campanha para Genoíno

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), deve ser cabo eleitoral do presidente nacional interino do partido, José Genoíno (SP), na campanha para governador, no interior do Estado, em 2002. A idéia é começar a divulgação da administração da capital em outras cidades. A prefeita deve também participar de encontros entre prefeitos da legenda em grandes centros do interior, como Ribeirão Preto."O PT está numa campanha de interiorizar bastante e precisamos do apoio político da prefeita. Vim batalhar uma agenda", afirmou hoje o presidente do diretório estadual da sigla, Paulo Frateschi, após uma reunião com Marta. Ele quer organizar um encontro dos prefeitos petistas, fora da capital, até o começo de outubro e pode levar Marta. "A idéia é que ela ajude a construir o PT no interior. Lá, é mais difícil do que aqui; sempre que posso, tento levá-la", disse.Questionado se os baixos índices de popularidade da administração de Marta não prejudicariam a estratégia, Frateschi afirmou que a militância da agremiação "adora" a prefeita. "Nosso pessoal do interior e o povo mesmo têm vontade de vê-la de fazer contato; sempre posso, tento levá-la para lá. Atualmente, a prefeita é uma expressão incrível e o povo acredita que os problemas que ela enfrenta serão superados rapidamente", afirmou.Uma reunião da militância do PT no Estado, marcada para a primeira semana de novembro, será mais uma tentativa para Frateschi "arrastar" Marta a outras cidades. Em breve, deve ser definido o local, mas o presidente estadual adianta que o encontro não será realizado na capital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.