PT quer aliança com PCdoB em Fortaleza, mas sem intervenção

A Diretório Nacional do PT descartou a hipótese de uma intervenção em Fortaleza e optou por tentar convencer lideranças municipais a apoiarem o deputado Inácio Arruda (PCdoB-CE) como candidato à prefeitura da cidade. A decisão foi tomada neste domingo, durante a reunião do Diretório Nacional do PT, em São Paulo.Ao comentar a resolução, o presidente do partido, José Genoino, ressaltou que a chances eleitorais da deputada Luizianne Lins (PT-CE), que seria lançada como candidata própria do PT na cidade, não justificam arriscar a aliança nacional com o PCdoB."Como o PT poderia sentar-se com o PCdoB e pedir apoio no Rio de Janeiro, em Porto Alegre, São Paulo, João Pessoa, Campo Grande ou Porto Velho sem conceder esse apoio? Eles responderiam: por quê, se nós temos um único candidato em primeiro lugar nas pesquisas e vocês não o apóiam?", afirmou Genoino.Luizianne, que também participou da reunião de hoje, disse que o diretório nacional "tem o direito de se posicionar da forma que quiser". Ela insistiu, no entanto, que o partido deve respeitar a decisão do diretório municipal. "Não fizemos absolutamente nada fora do processo democrático do PT. Aí, vem a pergunta: será que democracia só é bom quando a gente ganha? Seja como for, nós não vamos aceitar uma intervenção."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.