PT promove manifestação contra dengue no Rio

Um aedes aegypti gigante foi usado por políticos do PT para protestar contra a epidemia da dengue no Rio, no Largo da Carioca, nesta sexta-feira à tarde. Junto ao mosquito, foram colocadas três larvas de plástico com desenhos dos rostos do ex-ministro da Saúde José Serra (PSDB), do governador Anthony Garotinho (PSB) e do prefeito César Maia (PFL), apontados pelos manifestantes como os responsáveis pela alta incidência da doença no Estado.?O governo federal demitiu 5,8 mil mata-mosquitos, o Estado não investiu na prevenção contra a dengue, e a prefeitura deixou 200 carros fumacê parados por falta de motorista?, criticou o deputado estadual Carlos Minc, que organizou a manifestação. ?Além disso, a população não está sendo bem informada sobre como deve proceder para ajudar no combate à doença.?"Paliativo"O deputado Chico Alencar, que contabiliza vários casos de dengue entre familiares e vizinhos, considera paliativas as medidas adotadas pelas autoridades depois que a epidemia se instalou. ?A dengue deve ser prevenida através de políticas públicas conjugadas. Agora, o mal já está causado. O grande crime é atribuir o surto à natureza?, disse.Para proteger a família da picada do aedes, o deputado, que mora em Santa Teresa, na zona sul do Rio, e vive cercado por plantas, compra repelentes com freqüência. ?No Morro da Coroa, que fica ao lado da minha casa, metade das pessoas está com dengue?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.