PT promete oposição qualificada à Alckmin; Genoíno deve ser o candidato

O presidente estadual do PT em São Paulo, ex-deputado Paulo Frateschi, reeleito com quase 60% dos votos, destacou hoje que a prioridade agora passa a ser as eleições de 2002. "Fomos eleito para intensificar e qualificar a oposição ao governador Geraldo Alckmin (PSDB)", disse Frateschi.Em 28 de outubro, será realizada uma prévia para definir o candidato da agremiação a governador. Já estão inscritos dois candidatos: os deputados federal José Genoíno e estadual Renato Simões. Em 10 e 11 de novembro, haverá o 15º Encontro Estadual do PT, para definições programáticas.Apesar da prévia estadual, Frateschi deu como definido o nome do candidato do partido a governador: Genoíno. Frateschi acredita ainda que Genoíno disputará o segundo turno com Alckmin ou um candidato tucano, caso o governador paulista não possa participar.A partir de agora, o PT pretende investir na aproximação com a CUT, outras legendas de oposição e movimentos democráticos populares, com o objetivo de unificar a luta contra o PSDB. Outra meta é a defesa da administração da prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT). A sigla, segundo Frateschi, não pretende abrir mão de compromissos programáticos, mas deseja ampliar as alianças no Estado, com o PSB, PC do B e PPS.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.