PT promete ampliar campanha de rua em São Paulo

O presidente do PT, José Genoino, disse neste domingo que as principais lideranças do partido irão para as ruas de São Paulo nesta última semana da campanha em apoio à reeleição da prefeita Marta Suplicy (PT). Genoino citou ele mesmo, os ministros da Casa Civil, José Dirceu, e da Fazenda, Antônio Palocci, e os senadores Eduardo Suplicy e Aloizio Mercadante. "Essa reta final é campanha na rua. Nós vamos entrar no segundo turno na frente do Serra", afirmou o presidente do PT, numa referência ao candidato do PSDB, José Serra.Genoino, que participou de um ato de campanha do prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT), candidato à reeleição, classificou de "secundária" o fato de o presidente Lula ter transgredido a lei eleitoral ao pedir de votos para a reeleição de Marta durante a inauguração de uma obra pública. "Isso é cavalo de batalha, é barulho dos adversários", afirmou. "Os adversários perderam o discurso. Os adversários perderam o programa, perderam o rumo e agora ficam atacando coisa secundária".No discurso que fez durante o encontro com militantes, Genoino disse que o coração de Lula estava presente. "Você não imagina Pimentel o coração do Lula, o sentimento do Lula neste momento. Como ele gostaria de estar aqui, com vocês e com o Pimentel nessa grande campanha".Sem citar nomes, o presidente do PT provocou os adversários do prefeito. "Aqui é a turma do bem, é o pessoal de alto astral. No outro lado é a intriga, é a futrica, é o desespero. Ninguém vai derrotar essa turma do bem, do amor, da alegria".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.