PT promete ações contra leilão da CESP

A bancada do PT no Estado de São Paulo deve entrar com uma ação popular nesta segunda-feira (17) contra a privatização da Companhia Energética de São Paulo (CESP). A informação é do deputado estadual Simão Pedro, líder do partido na Assembléia Legislativa. "A privatização da CESP acontecerá no dia 26 e, até lá, haverá uma enxurrada de ações na Justiça contestando a venda", alertou o deputado.A ação popular deverá ser impetrada no Tribunal de Justiça de São Paulo, e irá contestar a falta de transparência na formação do preço mínimo da estatal, fixado em R$ 6,6 bilhões. "Há estudos que mostram que só uma usina, a de Porto Primavera, vale R$ 12 bilhões", reclamou o parlamentar do PT paulista. A bancada do partido também irá entrar na próxima semana com representação no Tribunal de Contas do Estado para que o leilão seja suspenso enquanto não for aberto o data room para a Assembléia Legislativa. O acesso ao data room custa R$ 50 mil para os interessados em participar do leilão.Durante os próximos dias, o PT também promoverá atos públicos diários contra a privatização da CESP na capital paulista, que irão culminar com um grande ato no dia da privatização (26) em frente à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.