PT pode abrir mão encabeçar chapa em SP, diz Marta

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, admitiu que o seu partido, o PT, pode abrir mão da cabeça de chapa na candidatura ao governo de São Paulo em 2014 em favor de outro partido, "em linha com o que articula a direção nacional da legenda, que pretende apoiar o vice-presidente Michel Temer (PMDB) para a sucessão de Geraldo Alckmin (PSDB).

GUSTAVO PORTO, Agência Estado

09 de fevereiro de 2013 | 00h18

"Em eleição e em política pode tudo, cada dia é um evento e um processo", disse Marta na noite desta sexta-feira, acrescentando que não tem pretensões de disputar o cargo. Estou gostando de ser ministra e estou sendo uma boa ministra", afirmou a ex-prefeita de São Paulo no camarote oficial da cidade no Anhembi.

Ela evitou citar sua preferência por uma escola de samba da capital paulistas e declarou que "como carnavalesca e ministra, o coração é de todos".

A ministra seguirá ainda para Recife e Olinda, em Pernambuco, e para Salvador e Rio de Janeiro, durante o carnaval.

Ela acompanhava o desfile sozinha no meio do camarote, quando foi chamada por assessores do prefeito para acompanhar a festa ao lado de Fernando Haddad e sua família.

Tudo o que sabemos sobre:
Carnaval 2013SO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.