PT planeja evento com Lula, Marta e Mercadante

Para tentar reagir à apatia da direção nacional do PT e ao imobilismo do governo federal em relação à pré-candidatura de Fernando Haddad (PT), o prefeito de São Bernardo do Campo (SP), Luiz Marinho, braço operacional do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, articula para integrar publicamente à pré-campanha a senadora Marta Suplicy (PT-SP), o ministro Aloizio Mercadante e próprio Lula.

FERNANDO GALLO, Agência Estado

16 de março de 2012 | 10h02

Para fazer um ato robusto em prol de Haddad, Marinho convidou os três para a inauguração do primeiro Centro de Educação Unificado (CEU) de São Bernardo, no dia 14 de abril. O evento deverá contar ainda com a mulher de Lula, Marisa Letícia, cuja mãe, Regina Rocco Casa, já falecida, dará nome ao centro.

O objetivo do evento é dar uma demonstração de força da pré-candidatura que, além de não ter podido contar com Lula, doente, nem com tempo de TV que ajude a tornar Haddad conhecido, vem sendo torpedeada pelos partidos integrantes da base aliada ao governo federal, que recusam apoiar o ex-ministro até que a presidente Dilma Rousseff atenda a seus pleitos.

Marta Suplicy, afagada com o gesto do prefeito que insistiu em manter a nomenclatura CEU, vitrine da administração da senadora à frente da Prefeitura paulistana, já aceitou o convite. Deve ser sua primeira agenda pública com Haddad desde que foi pressionada a deixar a prévia petista. Desde então, vem sendo instada a fazer gestos em favor de Haddad, sobretudo para conquistar para o pré-candidato os votos da periferia da cidade, onde ela foi bem votada nas duas últimas eleições municipais. Mercadante também já deu sinais ao prefeito de que aceitará o convite.

Lula

Depois de se encontrar com Haddad, em reunião agendada para a semana que vem, Lula deve tirar uns dias de folga para descansar no interior de São Paulo e terminar o período de recuperação de sua saúde. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesPTSPLulaMarta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.