PT pede investigação de seis empresas no caso Alstom

A bancada do PT na Assembléia Legislativa de São Paulo encaminhou ontem ao procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, pedido de investigação sobre seis empresas que têm como sócio o empresário José Amaro Pinto Ramos. Cinco delas funcionam no mesmo endereço em São Paulo e outra na cidade de Indaiatuba.A representação tem como base matéria publicada ontem pelo jornal O Estado de S.Paulo, mostrando que o empresário ligado ao PSDB passou a ser investigado no caso Alstom. De acordo com o líder do PT na Assembléia, Roberto Felício, é preciso apurar se Ramos praticou crime de lavagem de dinheiro.As empresas em questão são a EPCint Desenvolvimento de Negócios, EPCint Importação & Exportação, EPCint Assessoria Técnica, Lutécia Administração e Participações, Vitrus Consultoria de Mercados e Ecopro Tratamentos e Recuperações Industriais. De acordo com a representação, ?são sérios os indícios de que o representado tenha recebido vantagem indevida proveniente de intermediações ou mesmo de serviços fictícios prestados pelas empresas das quais é sócio ao conglomerado Alstom?. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.