PT orienta prefeitos a usar PAC em campanhas

A pretexto de unificar o discurso do partido para as eleições municipais, o PT organizou uma espécie de ?escolinha? do PAC, para mostrar aos prefeitos-candidatos como traduzir, nos palanques de campanha, os números do ganho social que o Programa de Aceleração do Crescimento produziu nas cidades. Ontem, ministros e dirigentes nacionais do PT aproveitaram a mobilização da 11ª Marcha de Prefeitos, que começa hoje em Brasília, para reunir os petistas que administram cidades em todo o Brasil. Para fazer exposições e comandar os debates no painel Governo Local e Desenvolvimento Nacional, foram convidados o prefeito petista de Vitória (ES), João Coser, que disputará a reeleição, e os ministros da Casa Civil, Dilma Rousseff, e do Planejamento, Paulo Bernardo. ?O partido orientará os candidatos a fazer a defesa das políticas do presidente Lula, principalmente dos projetos sociais do PAC?, antecipou Coser, antes de iniciar a exposição e o debate travado a portas fechadas.Também participaram técnicos de ministérios. ?Viemos para apresentar os programas do governo federal com as prefeituras e para responder como estão projetos do Ministério do Esporte e os convênios assinados?, contou Ana Félix, da Secretaria de Esporte e Lazer da Cidade. Quando os petistas entraram no auditório, já havia sobre as cadeiras uma pasta recheada de dados do governo. Além dos debates, a idéia era municiar os prefeitos com a relação das ?conquistas? obtidas durante o governo Lula e das cifras que comprovam o aumento das ?transferências diretas de recursos ao cidadão?. Tudo devidamente detalhado em um relatório de cinco páginas, com o brasão da República, intitulado Cresce o Brasil, ganham os Municípios. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.