PT leva segunda vice-presidência da Mesa do Senado

Serys Slhessarenko vai para a 2ª vice-presidência e o tucano Marconi Perillo (GO) assume a 1ª vice-presidência

Christiane Samarco, Agencia Estado

03 de fevereiro de 2009 | 19h03

O PT perdeu a presidência do Senado para o senador José Sarney (PMDB-AP) mas conseguiu um lugar na mesa diretora da Casa. Pela regra da proporcionalidade do tamanho das bancadas, o PT, que ocupa a quarta posição, ganhou a segunda vice-presidência para a senadora Serys Slhessarenko (MT). Embora o PT tenha garantido o seu espaço, a briga pela partilha dos postos de direção da casa continua e só deve ser definida amanhã.     Hoje, os líderes se reuniram mas ficou pendente a indicação para a quarta secretaria, que está sendo disputada pelo PDT e pelo PR. Nas negociações para conquistar a vitória na sucessão do Senado, o PMDB prometeu a quarta secretaria ao PR. Ocorre, no entanto, que o PDT, que votou no senador Tião Viana (AC), exige participação na mesa diretora com o argumento de que o partido tem cinco senadores e o PR, apenas quatro. O PDT quer emplacar no cargo a senadora Patrícia Saboya (CE) e o PR quer o senador Cesar Borges (BA).Ainda na expectativa de obter um acordo entre os líderes, o presidente do Senado, José Sarney (AP) pôs em votação uma chapa em que ficaram de fora a quarta secretaria e duas suplências, reservadas para tentar acordo com os descontentes.Já estão eleitos o tucano Marconi Perillo (GO) para primeira vice-presidência, e Serys Slhessarenko para a segunda vice-presidência. Os senadores pelo Piauí, Heráclito Fortes (DEM-PI), João Vicente Claudino (PTB-PI) e Mão Santa (PMDB-PI), ocuparão, respectivamente, os cargos de primeiro, segundo e terceiro secretários.Somente seis senadores votaram contra essa composição. O voto é secreto. O DEM terá direito a uma suplência para a qual indicou o senador Adelmir Santana (DF). A segunda suplência ficará com o Senador Cícero Lucena (PSDB-PB). As outras duas suplências serão escolhidos amanhã.

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoeleiçãoMesa DiretoraPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.