PT já tem o ´cargo mais importante´ do governo, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu a entender que o seu partido, o PT, poderá ter participação menor no seu segundo mandato: "O PT já tem o cargo mais importante do governo, que é o cargo de presidente da República. Já é uma boa representação. O PT vai ter a participação no governo que tem o tamanho do PT." Lula evitou, porém, afirmar que outros partidos possam ter mais importância: "O (novo) governo será composto de forma diferente. O que importa são as políticas públicas que o governo vai colocar em prática." O presidente não quis, também, fazer qualquer tipo de especulação sobre nomes que farão parte do novo ministério. "Eu ainda não pensei em um único nome. Nem em quem fica nem em quem vai entrar. Não vão ser as manchetes e notícias de que sai fulano e que entra beltrano que vão me fazer tirar ou colocar ministros. Vou fazer (as mudanças) com a tranqüilidade de quem precisa acertar", declarou. A uma pergunta sobre a razão de ter afirmado antes, em discurso, que estava decretando o dia de hoje como o "Dia do Fico" do ministro da Educação, Fernando Haddad, Lula respondeu: "Eu disse, porque os alunos começaram a gritar ´fica, fica!´, e eu tive de dar uma resposta. Até o dia 1º de janeiro, todo mundo é ministro."O presidente afirmou, em seu discurso ao final do encontro sobre educação tecnológica, que o País precisa discutir mais sobre os setores que precisam de investimentos do que sobre os que necessitam de cortes de gastos. "Em vez de discutir onde vamos cortar, temos de discutir onde crescer, como crescer e como fazer Justiça neste País, que precisa de Justiça mais do que nunca."Dirigindo-se aos professores e educadores presentes ao 1ª Conferência Nacional de Educação Profissional e Tecnológica, Lula falou também da importância de melhorar o salário dos professores: "Tenho dito publicamente: chega de tentar economizar às custas do já miserável salário das pessoas neste país. É preciso que a gente economize em outras coisas, é preciso que a gente tenha consciência."Lula deu a entrevista após discursar no encerramento da conferência. Já se afastando dos jornalistas, brincou: "Eu já estou com saudades dos debates (da campanha eleitoral) na televisão."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.